Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Achintya

Porque há coisas que não se explicam, sentem-se intensamente

Porque há coisas que não se explicam, sentem-se intensamente

Achintya

28
Fev20

Pequenas Grandes Coisas

kamini

Pequenos Grandes, momentos de felicidade...

É perceber que a pequena está a crescer, que está cada dia mais autónoma, que cada dia aprende mais alguma coisa.

É reconhecer um sentimento inigualável de felicidade em cada conquista. É senti-lo com uma consciência, nunca antes sentida... só um(a) pai/mãe de uma criança "especial", consegue perceber do que falo.

É conseguir agradecer aquilo que tardou em chegar, apesar de tantas dificuldades! É aprender a ser feliz com Pequenas Grandes Coisas, que nos enchem de fé, esperança e coragem para aguardar por mais...

17
Ago18

Quero-te de volta...

kamini

Estamos sempre a aprender, a própria vida nos ensina. Coloca-nos à prova constantemente, deparando-nos com situações mais ou menos complicadas. Reagimos, agimos, damos o nosso melhor. Pelo menos é o que pensamos. Olho para a minha filha Adolescente. Hoje, consigo ver nela, sofrimento, incompreensão, revolta consigo mesma. Aquela revolta que, facilmente, vem na minha direção e me atinge como uma lança. Me fere, a mim e a ela!  Nunca foi uma menina fácil, precisou sempre de carinho e atenção redobrada. Com a chegada da irmã e com todos os problemas que vivemos, piorou. Adora a irmã, diz que é a pessoa mais importante da sua vida! Nunca lhe faltou atenção e carinho, mas não é o que ela sente. Procurei ajuda, para a trazer para cima. Ainda não resultou! Questiono-me onde ficou o seu sorriso luminoso, a sua alegria contagiante. Em que parte a deixei fugir? Onde é que não dei o meu melhor? Quero fazer melhor, saber lidar com ela, vê-la verdadeiramente feliz! Preciso de sabedoria para a trazer de volta!

24
Fev18

Como é que consegues comer isso?

kamini

Fomos jantar fora. Já não me lembrava de comer Rodízio à Brazileira. Além de ficar caro, confesso que tenho fugido das carnes vermelhas! Acabei por comer mais carne do que no último mês inteiro, só não esperava rir até às lágrimas!

Os miúdos não sabiam bem o que era. Começaram a servir...Maminha...Alcatra...Etc... Expliquei que eram nomes das peças de carne dos animais. Chegou o Javali e os miúdos provaram e gostaram! Desconfio ter sido este animal a dar azo à imaginação...

Estávamos a degustar da refeição quando o empregado de mesa volta a oferecer " Aceita Alcatra?" Diz isto com tal pronuncia que o meu filho percebe "A suricata!". Eu aceito e ele recusa. Olhou para mim com um ar incrédulo e, mal o empregado se afasta, diz "Como é que consegues comer isso? Por favor...Suricata?"

Eu e o pai, rimos até às lágrimas...mas mesmo com vontade! Pode ser que ajude à digestão!

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Blogs Portugal

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D