Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Achintya

Porque há coisas que não se explicam, sentem-se intensamente

Porque há coisas que não se explicam, sentem-se intensamente

Achintya

28
Fev20

Pequenas Grandes Coisas

kamini

Pequenos Grandes, momentos de felicidade...

É perceber que a pequena está a crescer, que está cada dia mais autónoma, que cada dia aprende mais alguma coisa.

É reconhecer um sentimento inigualável de felicidade em cada conquista. É senti-lo com uma consciência, nunca antes sentida... só um(a) pai/mãe de uma criança "especial", consegue perceber do que falo.

É conseguir agradecer aquilo que tardou em chegar, apesar de tantas dificuldades! É aprender a ser feliz com Pequenas Grandes Coisas, que nos enchem de fé, esperança e coragem para aguardar por mais...

21
Fev20

... faz-me tão bem, aquela horinha!

kamini

Nas novas rotinas, muitas vezes, também é preciso retomar os bons hábitos que deixámos ficar para trás.

Voltei a fazer da leitura uma rotina, que me esforço por ser diária. Algumas vezes, depois de ler 2 páginas  cai-me o livro em cima. Tal é o cansaço. O que comprova que, a leitura antes de adormecer, relaxa e ajuda à indução do sono. Ainda assim, já consegui ler alguns livros, embora não tantos como gostaria...

Voltei a praticar atividade física. É verdade que, a maioria das vezes, é um suplício conseguir sair de casa! A pequena não me quer ver pelas costas...por enquanto, ainda não sai aos irmãos!  Custa-me deixá-la a chorar. But sorry!...faz-me tão bem, aquela horinha!

12
Fev20

Bom dia!

kamini

A rua, ainda estava pouco movimentada.

- Bom dia! - disse eu, ao passar pelo varredor de rua.

- Bom dia?! - Respondeu o senhor, admirado com o cumprimento.

Terei sido a primeira pessoa, hoje, a dar os bons dias ao senhor? Ou será que ninguém se digna a falar ao senhor varredor de rua (aquele com quem muitos se cruzam diariamente!)

Não é que eu cumprimente todos com quem me cruze na rua. Mas...devo ter bebido, em criança, mais chá do que a maioria!

 

 

 

29
Nov19

Déjà vu…

kamini

Entramos na rotina, adaptamo-nos…

Sem ter consciência percebemos que a vida, de tantas voltas que deu, nos levou ao mesmo lugar. Coloca-nos nas mesmas situações e voltamos a ter de as enfrentar.

Perguntamo-nos, porquê? Trabalhámos, procurámos alternativas e seguimos outro caminho. Por alguma razão, o percurso leva-nos de volta e tudo parece um Déjà vu…

25
Set19

Ainda não se conformou...nem eu!

kamini

Noites difíceis...

Agora, também, manhãs difíceis...

Toda a semana a recusar o pequeno almoço. Ofereço o que mais gosta...mas não! Nada! Nem uma gota de água!

 Deve pensar "Já que me vais lá deixar. Que te pese na consciência abandonar a tua filha. Ainda por cima, cheia de fome!" 

Vai para a creche em modo "greve de fome". Fica a chorar, sempre! Eu venho um caco, sempre!

Lá, come!

Dizem que, esta semana, tem estado mais tristinha. Ainda não se conformou...nem eu!

Quando a vou buscar, volta a alegria!

24
Jun19

"Toma lá uma beijoca e cala-te!"

kamini

"Anda, deita aqui ao pé da mãe!"

Era um levanta e deita, há dias assim! Muita volta até adormecer...

A paciência começa a faltar, neste adormecer difícil e irrequieto.

Ralho com ela "Ai a menina, levas tau tau!

Nisto, voltou ao pé de mim e deu-me o beijo mais doce e inesperado! O primeiro em que encostou aquela doçura de boquinha na minha face! 

A espertinha, arranjou, assim, maneira de me derreter toda...e conseguiu que tivesse paciência para mais um bocadinho de "luta"que me soube a mel!

Foi só mesmo para me calar...ainda não voltou a dar beijos, só manda beijinhos!

"Toma lá uma beijoca e cala-te!"

21
Jun19

Se o aperto crescer...nada me vai impedir de dizer Não!

kamini

Chegou aquela altura do ano ... vai para a creche em setembro?

No ano passado ligaram da creche, a miúda tinha vaga. Fomos até lá, para tratar da papelada. Eu, estava pouco convicta...A meio da reunião com a educadora, pedi desculpa e disse que ainda não era a hora. Mal o fiz, o aperto que estava a sentir no peito, começou a desaparecer!

Nenhuma de nós estava preparada!

Passado um ano, aqui estamos nós...

Recebemos o telefonema. Fomos até lá...e tratámos de tudo! Ela, no início, desviava o olhar da educadora. Fizemos uma visita pelas instalações. Quando viemos embora, já andava de mão dada com ela e não parecia nada contrariada, estava a gostar! Não estávamos a contar com isso, espero que seja um bom presságio! É provável que seja apenas do fator "novidade".

Ainda temos algum tempo para nos preparar. Irá ser uma entrada progressiva, conforme a adaptação. Sinto um pequeno aperto no coração, a nível social sei que é importante...está muito mimada, é só mãe! Mas, por motivos de saúde, sempre foi muito protegida contra tudo que são vírus e bactérias...Agora será o que Deus quiser! Já meteu na boca uns frutos de brincar bem "manipulados"! Agora é rezar para que as "digestões" sejam saudáveis!

Sei perfeitamente que algum dia tem que passar por esta fase, apanhar o que tiver que apanhar! Perceber que o mundo é muito mais  que a família cá de casa, mas quero que saiba que estou aqui! Estamos aqui!

Pronto, já estou a chorar! Nem pareço mãe de terceira viagem...

Ainda há muitos "SE´S", mas de um tenho a certeza ...Se o aperto crescer...nada me vai impedir de dizer Não!

 

28
Mar19

...minha pitosguinha!

kamini

Não queria acreditar, mas talvez ajude a explicar algumas coisas...

Sempre a cair, a bater com a cabeça, sem confiança para andar sózinha...

Fui com a pequena a uma consulta de oftalmologia...supostamente para avaliar a evolução em relação ao ano anterior. Tinha percebido que havia alguma coisa, mas a médica tinha dado a entender que ainda era cedo para tirar conclusões. Com a idade melhorava. Nada de preocupante...

Só que não...Não melhorou nada! Vim de lá incrédula. Se imaginasse, nunca teria esperado um ano...

Foi um exame difícil de realizar, entre gritos, choro e pontapés. A pequena e eu, estávamos KO.

Eu estava imensamente triste e preocupada. Óculos tão graduados, nesta idade, a adaptação. A culpa de não ter feito nada, ter confiado na médica. Por outro lado, questionava-me, será que isto ainda atrasou mais o desenvolvimento da miúda? É muito provável.

Tenho que aceitar o que é...e acreditar que agora tudo vai melhorar!

Mais um desafio... minha pitosguinha! 

18
Fev19

Dia difícil...

kamini

Hoje é  um dia difícil ...Não, não estou a falar do período menstrual.

São aqueles dias, cinzentos ou solarengos, em que nos sentimos engadanhados.  Em que o nosso espírito até faz um esforço para ser proativo. O nosso corpo recusa-se a responder como gostaríamos. Insiste em  ignorar as tentativas de estímulo e apenas reage lenta e desordenadamente... retirando qualquer réstia de vontade de fazer seja o que for!

Mas temos que persistir...mesmo a sentir o bloqueio em cada momento. Lutando ... até ele perceber que não vamos desistir!?

Este, é um dia difícil!

13
Fev19

Sabe-me tão bem!

kamini

Nos dias solarengos de inverno, em que o frio vence o calor do sol...

Gosto de estar do lado de dentro, com as cortinas abertas. Deixar o calor do sol, passar através da vidraça e sentir o seu conforto. Basta uns minutos. Conforta-me o corpo e a alma.

Quando tenho um bocadinho, lá vou eu...

Junto à janela, fecho os olhos, sinto o sol a iluminar-me! Sabe-me tão bem!

Respiro fundo, sinto-me revigorada. Animada e pronta para mais um dia!

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Blogs Portugal

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D