Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Achintya

Porque há coisas que não se explicam, sentem-se intensamente

Porque há coisas que não se explicam, sentem-se intensamente

Achintya

09
Set20

..faço mesmo faísca!

kamini

Estou num dia mau. Sinto-me agitada, instável, cansada e saturada.

Dói-me a cabeça, sinto-me mal disposta, até meia enjoada...

Estou a precisar de me acalmar, deixar de pensar no que tenho para fazer quando chegar a casa. 

Não tem sido fácil, sair cedo de casa, chegar a casa e meter-me na cozinha...a loucura até deitar a pequena. Sentir que não tive tempo para mim, nem fiz exercício...

Ontem, o final de dia foi stressante. 

Sentir o caos, a necessidade de mais organização, a sobrecarga de trabalho e não conseguir abrir mão das "responsabilidades". 

O dilema de decidir o que quero ver, o meu caos, ou o caos geral...

Quando me sinto a única que não tem tempo para si, apetece-me mandar tudo à fava...

E aviso-vos que estou a dar choque...a sair e entrar do carro, ao tocar em alguém...faço mesmo faísca!

 

02
Set20

...sinto-me bem e capaz de mais!   

kamini

Em junho retomei o hábito de ir correr. Pelo menos recomecei. Caminhada rápida, seguida de corrida. Os bofes a sair pela boca...as temperaturas não ajudavam! Como estava em teletrabalho, optei por ir de manhã. Antes do pessoal começar a acordar, sete da manhã, aí ia eu. Aquela meia hora, dava-me uma energia boa que perdurava pelo resto do dia. Duas a três vezes por semana, a coisa ia bem. Até ir de férias. Quando regressei de férias, mudei a alimentação.  Comecei a perceber que conseguia fazer seis quilómetros com menos esforço do que fazia quatro. Agora, vou nos oito. Por vezes, a preguiça fala mais alto. Não sei como farei no inverno. Custa começar, mas no fim...sinto-me bem e capaz de mais!   

 

01
Set20

amar a vida e acreditar...

kamini

Quando começamos a sentir a vida a acalmar, sentimos a estabilidade e respiramos de alívio!

Saboreamos os momentos de felicidade e, quando nos estamos a habituar, a vida mostra-nos que nada é nosso...alguma coisa perturba a nossa paz!

Voltamos a sentir instabilidade e receios. Valorizamos, ainda mais, os momentos de felicidade.

Percebemos que, a felicidade é um conjunto de pequenos momentos que nos enche o coração de esperança. Faz-nos acreditar e desejar por mais, mesmo no meio da insegurança.

Tomamos consciência da nossa insignificante condição humana, da nossa incapacidade de comandar a vida.

Mas, sobretudo, percebemos a nossa infinita capacidade de amar, amar a vida e acreditar...

27
Ago20

Uma felicidade inconsciente...

kamini

Lembrar-me das férias de verão, em criança, é recordar:

A casa dos avós;

O cheiro a café e a pão quente;

Cumplicidade entre primas;

Brincar na rua, de manhã à noite;

Os piqueniques debaixo do pinheiro manso;

O cheirinho do pinhal;

O sabor dos pinhões;

Os "clubes" com os amigos da rua;

O sabor da fruta "roubada" nos quintais;

Joelhos esfolados e roupa barrenta;

Os recados feitos aos vizinhos;

A cavaqueira noturna das noites quentes;

Uma felicidade inconsciente...

 

 

 

 

26
Ago20

E isso é bom...

kamini

No início de  2016, reduzi, quase na totalidade o consumo de carne. Apenas carnes brancas, ocasionalmente, em pouca quantidade. Mantive o peixe, ovos e derivados. Nunca gostei de leite. Cada vez me sentia melhor, embora fosse olhada como um E.T..

Entretanto...fiquei grávida! Não foi planeado. Sentia-me bem. Mas, mais à frente...ai a idade, a bebé é pequenina, não te alimentas bem...falta a carne...e fui voltando à alimentação anterior! Nunca consegui voltar a comer as carnes vermelhas como outrora, não me sabiam bem.

A minha menina nasceu pequenina e com problemas, sim. Mas, não foi devido à minha alimentação.

Voltei a reduzir o consumo de carnes, com plena consciência das mudanças que iria sentir. 

Este mês, tomei uma decisão. Radical.

Acabou a carne, o peixe, os ovos, laticínios e derivados...reforçou-se os grãos, sementes, leguminosas e bebidas vegetais.

Não é fácil. E não estou a falar da falta dos alimentos. A tentação e provocação estão por todo o lado. Não é difícil dares por ti a pegar em alguma coisa "proibida", ou até a oferecerem-ta conscientemente e tu instintivamente e inocentemente a agarrares...

Não sinto a falta da carne, do peixe e do leite. Mas, senti a falta do queijo (que já substituí). Ainda sinto a falta dos ovos...são difíceis de substituir. Aceito sugestões...

Estou focada e motivada. A aprender, a conhecer novos alimentos e combinações. Sinto-me bem, muito bem. Perdi volume, sinto-me leve, com mais energia. E isso é bom...

 

 

28
Fev20

Pequenas Grandes Coisas

kamini

Pequenos Grandes, momentos de felicidade...

É perceber que a pequena está a crescer, que está cada dia mais autónoma, que cada dia aprende mais alguma coisa.

É reconhecer um sentimento inigualável de felicidade em cada conquista. É senti-lo com uma consciência, nunca antes sentida... só um(a) pai/mãe de uma criança "especial", consegue perceber do que falo.

É conseguir agradecer aquilo que tardou em chegar, apesar de tantas dificuldades! É aprender a ser feliz com Pequenas Grandes Coisas, que nos enchem de fé, esperança e coragem para aguardar por mais...

21
Fev20

... faz-me tão bem, aquela horinha!

kamini

Nas novas rotinas, muitas vezes, também é preciso retomar os bons hábitos que deixámos ficar para trás.

Voltei a fazer da leitura uma rotina, que me esforço por ser diária. Algumas vezes, depois de ler 2 páginas  cai-me o livro em cima. Tal é o cansaço. O que comprova que, a leitura antes de adormecer, relaxa e ajuda à indução do sono. Ainda assim, já consegui ler alguns livros, embora não tantos como gostaria...

Voltei a praticar atividade física. É verdade que, a maioria das vezes, é um suplício conseguir sair de casa! A pequena não me quer ver pelas costas...por enquanto, ainda não sai aos irmãos!  Custa-me deixá-la a chorar. But sorry!...faz-me tão bem, aquela horinha!

12
Fev20

Bom dia!

kamini

A rua, ainda estava pouco movimentada.

- Bom dia! - disse eu, ao passar pelo varredor de rua.

- Bom dia?! - Respondeu o senhor, admirado com o cumprimento.

Terei sido a primeira pessoa, hoje, a dar os bons dias ao senhor? Ou será que ninguém se digna a falar ao senhor varredor de rua (aquele com quem muitos se cruzam diariamente!)

Não é que eu cumprimente todos com quem me cruze na rua. Mas...devo ter bebido, em criança, mais chá do que a maioria!

 

 

 

29
Nov19

Déjà vu…

kamini

Entramos na rotina, adaptamo-nos…

Sem ter consciência percebemos que a vida, de tantas voltas que deu, nos levou ao mesmo lugar. Coloca-nos nas mesmas situações e voltamos a ter de as enfrentar.

Perguntamo-nos, porquê? Trabalhámos, procurámos alternativas e seguimos outro caminho. Por alguma razão, o percurso leva-nos de volta e tudo parece um Déjà vu…

25
Set19

Ainda não se conformou...nem eu!

kamini

Noites difíceis...

Agora, também, manhãs difíceis...

Toda a semana a recusar o pequeno almoço. Ofereço o que mais gosta...mas não! Nada! Nem uma gota de água!

 Deve pensar "Já que me vais lá deixar. Que te pese na consciência abandonar a tua filha. Ainda por cima, cheia de fome!" 

Vai para a creche em modo "greve de fome". Fica a chorar, sempre! Eu venho um caco, sempre!

Lá, come!

Dizem que, esta semana, tem estado mais tristinha. Ainda não se conformou...nem eu!

Quando a vou buscar, volta a alegria!

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Blogs Portugal

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D