Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Achintya

Porque há coisas que não se explicam, sentem-se intensamente

Porque há coisas que não se explicam, sentem-se intensamente

Achintya

02
Out18

Apropriadores...

kamini

Aquela inquietação contante, desassossego...um nó no estômago e também na garganta!

Tenho desvalorizado... um após outro, dia após dia...aí estão a crescer! Gritam-me...fazem-se sentir! E eu...tento ignorar. Não lhes tenho dado importância...temos estado cada um na sua! O que é que querem agora? Aproveitadores...não me podem ver num dia difícil. Aparecem sem pedir licença, sentem-se em casa...e vão ficando. Numa casa que já foi tão deles...mas que eu reconquistei! Ou será que não...??? Ignoro-os, mando-os embora, mas porque é que não vão?

19
Set18

Funciono a...energia solar!

kamini

Gosto do verão, do calor, dos dias grandes...

Os dias estão a ficar, francamente, pequenos...o sol chega tarde e vai embora tão cedo. Com ele vai a vontade de fazer mais alguma coisa!

Pelo menos ainda temos o calor, sempre ajuda a iludir...que o dia se prolonga, a não sentir o anoitecer tão cedo, a relativizar as noites frescas!

Entretanto, há que me mentalizar que a vida não é só sol! Ai se eu pudesse escolher...ainda bem que não posso!

Sei que é preciso o frio, a chuva...até gosto do aconchego da lareira, de estar deitada a ouvir a chuva...O problema é que não apetece fazer mais nada! E é preciso...

Os dias cinzentos...deprimem-me. Não...eu é que me permito deprimir!

Valha-me um belo dia de Sol, mesmo de inverno, para me dar incentivo! Para (re)carregar a bateria...(devo funcionar a energia solar!)

10
Set18

Máscara de gastroenterite...

kamini

 

 " É uma gastroenterite", disseram os médicos!

 Conheço a minha filha.  As depressões e crises de ansiedade, também.

Os sintomas desapareceram, com a facilidade com que apareceram.

A má disposição repentina, o embrulho no estômago, a respiração acelerada...sem qualquer aviso, aparecem. Sem vergonha... a qualquer momento.

"Mãe! Estou a ficar mal disposta, outra vez! Acho que vou vomitar...Não consigo comer..."

Os sintomas podem ser confundidos...vómitos, dor de barriga, fraqueza, respiração ofegante, instabilidade, desespero, vontade de ficar na cama...

É o resultado de uma conjunção de fatores e sentimentos. Não é uma gastroenterite...

Ela não precisa de caldo de arroz...precisa de amor, compreensão! Precisa de acompanhamento. Aprender a aceitar o corpo de mulher numa cabeça de criança. A amadurecer...a gerir a adolescência, os sentimentos, as repressões e opressões.

 

Resultado de imagem para depressão mascara

17
Ago18

Quero-te de volta...

kamini

Estamos sempre a aprender, a própria vida nos ensina. Coloca-nos à prova constantemente, deparando-nos com situações mais ou menos complicadas. Reagimos, agimos, damos o nosso melhor. Pelo menos é o que pensamos. Olho para a minha filha Adolescente. Hoje, consigo ver nela, sofrimento, incompreensão, revolta consigo mesma. Aquela revolta que, facilmente, vem na minha direção e me atinge como uma lança. Me fere, a mim e a ela!  Nunca foi uma menina fácil, precisou sempre de carinho e atenção redobrada. Com a chegada da irmã e com todos os problemas que vivemos, piorou. Adora a irmã, diz que é a pessoa mais importante da sua vida! Nunca lhe faltou atenção e carinho, mas não é o que ela sente. Procurei ajuda, para a trazer para cima. Ainda não resultou! Questiono-me onde ficou o seu sorriso luminoso, a sua alegria contagiante. Em que parte a deixei fugir? Onde é que não dei o meu melhor? Quero fazer melhor, saber lidar com ela, vê-la verdadeiramente feliz! Preciso de sabedoria para a trazer de volta!

09
Fev18

Aprender a escolher o mais difícil

kamini

 

Esta semana, estive como o tempo...

Dias de um sol brilhante mas...que não conseguimos usufruir na verdadeira essência...o vento teima em fazer-se sentir...resigna-nos ao frio deste inverno. 

Como é fácil culpar o "tempo"...difícil é assumir que continuo tão vulnerável a tudo...que iniciei há poucos anos um caminho que me tem permitido crescer espiritualmente...mas do qual ainda escorrego com uma facilidade assustadora! Ainda estremeço a cada impacto mais profundo...vou com os joelhos ao chão, esfolo as mãos! Aprendi apenas, ainda..., a reerguer-me mais facilmente. A tentar observar os acontecimentos, apenas como expectador, não como participante da ação. A não valorizar tanto o "impacto", a própria "derrapagem"...a procurar a força onde não sabia que estava...a sentir e perceber que ela lá está...existe...que me cabe a mim escolher procura-la.  Decidir pelo mais difícil, não ficar no chão, com a pouca força que sentimos nessas alturas, aproveitar um segundo de coragem e decidir levantar-me. Não porque me apeteça, mas porque é preciso, ficar assim é um egoísmo...afeta-me a mim e a toda a família...

 

Quero continuar a aprender... a saber escolher, a não desistir de ter fé, a aceitar o que não posso mudar e ter a sabedoria necessária para lidar com o que a vida me dá...! Eu sei...é muito difícil !!!

23
Nov17

Depressão na adolescência

kamini

A minha filha mais velha sempre foi hiper feliz e cheia de vida, mesmo nos momentos menos bons em que as lágrimas apareciam, substituia-as por um sorriso contagiante e tudo passava. Nos últimos tempos tem andado mais tristonha e preguiçosa, recolhe-se no seu espaço e passa simplesmente o tempo...

As notas dos primeiros testes não têm sido famosas, é verdade, também é verdade que se esforçou um bocadinho. Os castigos não resultam, se não tem telemóvel passa o tempo entretida com qualquer futilidade. Não lhe tiramos o telemóvel para a castigar, apenas porque sabemos que se distrai e passa o tempo a responder a mensagens nas redes sociais e se esquece das responsabilidades. Volta e não volta fica sem telemóvel, acho que ainda é um dos poucos recursos para tentar apelar ao bom senso juvenil.

Agora está sem ânimo, sem vontade de lutar por melhores resultados e por dias melhores. Começamos várias conversas com o intuito de ajudar a resolver o problema, procurar soluções em conjunto, explicações, troca de área, etc... Acaba tudo com um "não me chateies " "não percebes nada" e uma discussão ou com uma crise de choro e um silêncio assustador.

Como mãe, a primeira reação é pensar que caminho estranho é este. Quem tira más notas e chega a casa e estuda cada vez menos, não parece muito preocupada em mudar a situação...ou talvez não...quando estamos deprimidos por vezes afastamo-nos das coisas que nos entristecem.

Socorro, a minha filha está a entrar em depressão ??? 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Blogs Portugal

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D