Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Achintya

Porque há coisas que não se explicam, sentem-se intensamente

Porque há coisas que não se explicam, sentem-se intensamente

Achintya

24
Abr19

Depois dizem que não gostamos de conviver...

kamini

Época da Páscoa, a família de longe junta-se. Reuniões familiares. O convívio, passeios, almoços e jantares. Até aqui, tudo normal.

O que, para mim, não é normal é...haver quem ache que, por estar com outras pessoas, não precisa de cuidar dos filhos! Os tios, os primos e os avós que os controlem!

Enquanto a pequena não nasceu, os irmãos já não davam muita preocupação, confesso que não me incomodava  andar de olho neles... Mas será que ninguém reparou que agora temos outras prioridades?! Assim, do género...cuidar da minha filha de dois anos. Que ainda por cima requer alguns cuidados acrescidos! A miúda está finalmente a desenvolver-se, há cuidados a ter para que assim continue! Tem tempo de apanhar a bicharada que tiver que apanhar, não somos obcecados! Mas dispensamos mãos e objetos com ranhoca e outras cenas a aterrar no prato da miúda...dizemos calmamente à criança para se afastar um bocadinho enquanto estamos a dar comida à prima. Sugerimos que vá lavar as mãos, etc,...Principalmente depois de saber que o miúdo anda com lombrigas! Os pais, fazem-se de surdos, continuam refastelados a "conviver" com a comida e a bebida! Porque, afinal nós não conseguimos conviver. Passamos o tempo a tentar proteger a nossa filha dos disparates. A tentar controlar os filhos dos outros e a cuidar deles. Nós gostamos deles, eles não têm culpa!

Ainda me apercebo que nos acham a nós "esquisitos". Devemos ser, nunca deixámos de cuidar dos nossos filhos em prol da diversão e do "convívio".

Se nos acham demasiado protetores com a pequena, claro que sim! Só nós sabemos o que passamos. Cada um faz o melhor que sabe e acha correto...Não lhes cabe a eles julgar, só deveriam tentar respeitar. E se não for pedir demasiado...de vez em quando, cuidar das suas crias!

Eu respeito a maneira de ser deles, talvez por isso, a maioria das vezes prefira não estar presente. Cada um sabe como se sente bem.

Quero evitar chatices... um dia uma pessoa enche e diz o que pensa!

Depois dizem que não gostamos de conviver. Nós gostamos de conviver, mas com pessoas que nos  deem oportunidade para isso!

Seremos demasiado exigentes?

04
Abr19

Os óculos...

kamini

Esperámos 3 dias pelos óculos da pitosguinha. Vieram de fábrica, para ajustar as lentes à armação. Se assim não fosse, as lentes, seriam ainda mais grossas e pesadas. O importante é que sejam o mais confortáveis possível.

Espreitámos por eles, não conseguimos ver nada, tudo desfocado... Foi um choque ainda maior.

Como seria de prever, não os deixava colocar, arrancava-os da cara com toda a rapidez. 

Depois de várias tentativas falhadas. Agarrei-lhe as mãos e o pai lá lhe conseguiu enfiar os óculos. Chorou. Gritou. Sempre com os olhos fechados!

O caso estava complicado, ela não colaborava. Eu e o pai em stresse. Cancelamos a missão. Descansamos uns minutos e fomos buscar o ipad. Repetimos tudo. Para ela abrir os olhos, metemos a Xana Tóc Tóc a cantar à sua frente. Não resistiu. Abriu os olhos, com algum esforço e receio. Ficou encantada a olhar para tudo, parecia a primeira vez...e era a primeira vez que via assim...

Foi inexplicável, o que sentimos, quando nos olhou nos olhos...pela primeira vez!??

Sorriu como nunca a tínhamos visto sorrir.

Anda mais atenta a tudo, tão feliz por conseguir ver melhor o mundo!

28
Mar19

...minha pitosguinha!

kamini

Não queria acreditar, mas talvez ajude a explicar algumas coisas...

Sempre a cair, a bater com a cabeça, sem confiança para andar sózinha...

Fui com a pequena a uma consulta de oftalmologia...supostamente para avaliar a evolução em relação ao ano anterior. Tinha percebido que havia alguma coisa, mas a médica tinha dado a entender que ainda era cedo para tirar conclusões. Com a idade melhorava. Nada de preocupante...

Só que não...Não melhorou nada! Vim de lá incrédula. Se imaginasse, nunca teria esperado um ano...

Foi um exame difícil de realizar, entre gritos, choro e pontapés. A pequena e eu, estávamos KO.

Eu estava imensamente triste e preocupada. Óculos tão graduados, nesta idade, a adaptação. A culpa de não ter feito nada, ter confiado na médica. Por outro lado, questionava-me, será que isto ainda atrasou mais o desenvolvimento da miúda? É muito provável.

Tenho que aceitar o que é...e acreditar que agora tudo vai melhorar!

Mais um desafio... minha pitosguinha! 

14
Mar19

Março...Março...

kamini

Datas importantes, umas para recordar, outras para celebrar!

Foi o dia do aniversário da minha falecida avó. Nostalgia...

Dias depois, aniversários. Da minha filha mais nova, seguido do filho mais velho. Datas felizes. Mas em que a nostalgia se apoderou de mim. Às vezes, estes dias têm esse efeito em mim...

Percebi que a pequena não gosta de ouvir cantar os parabéns, chorou até acabar...nos dois dias!

Depois do último aniversário, despertei com a triste notícia... O meu Padrinho, irmão do meu falecido Pai...Foi para junto dele e dos pais.

Perdi alguém muito querido para mim...Nunca estamos preparados. Apoio às minhas primas e tia, foi e é uma prioridade.

Depois quebro eu, mas tenho que me reerguer...pelos que tenho! 

Daqui a poucos dias, a minha tia faz anos...

Mais uns poucos e fazia o meu Padrinho...

 

 Março...Março...estás a ser difícil! 

 

 

28
Fev19

O nosso pinheiro manso...

kamini

Descíamos de mão dada. Ela, com uma cesta na outra mão. A rua continuava, agora, em terra batida. Entrávamos pelo caminho do pinhal. Acelerava o passo, ansiosa por chegar ao grande pinheiro manso. A sombra daquela copa majestosa, era o local preferido para os picnics. A minha avó tirava do cesto, uma pequena manta, a toalha e o nosso lanche. Enquanto eu corria feliz, aquele era o meu pinhal, o meu pinheiro manso! Quando havia pinhões, apanhava-os.  Aprendi a parti-los, ali mesmo, com a ajuda de uma pedra. Quando não queria mais, juntava-os num saquinho de pano e levava-os para partir depois. Estes lanches, debaixo do meu pinheiro manso, guardo-os em sabor e memórias felizes da minha infância. Em dias como hoje, sem pinhões, em que a minha avó sentia que eu estava aborrecida...lá íamos nós, àquele lugar tão nosso, cúmplices e felizes lanchar...

Um lanche normal, tornava-se especial! 

21
Fev19

... a querida do avô!

kamini

A idade já lhe pesa...muito! Não sai de casa. Tem medo de cair. Dá pequenos passos...de bebé!

Nota-se a dificuldade em manter uma conversa, falamos de alhos e responde em bugalhos! Orgulhoso, não assume a dificuldade em ouvir...

Eu continuo a ouvi-lo, muda de assunto, fala cada vez mais do passado. Recordamos histórias vividas, com uma saudade imensa! 

O meu querido avô, está hoje de parabéns! 

Guardarei sempre no meu coração, o amor e carinho com que diz " ...a querida do avô!" 

Fui, sou e serei sempre a tua querida. Assim como tu foste, és e serás sempre o meu querido avô!

Parabéns, meu querido Avô!  Que passes um dia muito feliz!

18
Fev19

Dia difícil...

kamini

Hoje é  um dia difícil ...Não, não estou a falar do período menstrual.

São aqueles dias, cinzentos ou solarengos, em que nos sentimos engadanhados.  Em que o nosso espírito até faz um esforço para ser proativo. O nosso corpo recusa-se a responder como gostaríamos. Insiste em  ignorar as tentativas de estímulo e apenas reage lenta e desordenadamente... retirando qualquer réstia de vontade de fazer seja o que for!

Mas temos que persistir...mesmo a sentir o bloqueio em cada momento. Lutando ... até ele perceber que não vamos desistir!?

Este, é um dia difícil!

13
Fev19

Sabe-me tão bem!

kamini

Nos dias solarengos de inverno, em que o frio vence o calor do sol...

Gosto de estar do lado de dentro, com as cortinas abertas. Deixar o calor do sol, passar através da vidraça e sentir o seu conforto. Basta uns minutos. Conforta-me o corpo e a alma.

Quando tenho um bocadinho, lá vou eu...

Junto à janela, fecho os olhos, sinto o sol a iluminar-me! Sabe-me tão bem!

Respiro fundo, sinto-me revigorada. Animada e pronta para mais um dia!

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Blogs Portugal

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D